Gestão, Indústria 4.0

Como investir em capacitação para a Indústria 4.0

Com a Indústria 4.0, muitos profissionais temem perder o emprego para as máquinas. No entanto, esse panorama de diminuição de trabalho não é apontado pelas pesquisas desenvolvidas por centros especializados. Pelo contrário: os números mostram um aumento da oferta de vagas para os trabalhadores qualificados.

De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), em 2018, a indústria deverá crescer em 3% – um aumento que não é visto no setor desde 2011. A previsão é de que a taxa média de desemprego em 2018 caia para 11,8% na indústria, um ponto percentual menor do que no ano passado.

Os números demonstram que a perda de empregos não é o caminho para a Indústria 4.0. Nessa etapa de mudança do trabalho braçal para o das máquinas, o papel do gestor é fundamental, pois ele deve ser estratégico para manter os profissionais nesse mercado, mediante a capacitação de seus funcionários.

Com esse cenário extremamente favorável para a empregabilidade no setor industrial em um momento em que a Indústria 4.0 vem com muita força, descubra o que é necessário para a capacitação dos profissionais.

Formação multidisciplinar é essencial para a capacitação na Indústria 4.0

A Indústria 4.0, por ser fundamentada no uso de tecnologias digitais para conectar máquinas e sistemas, demanda profissionais com formação multidisciplinar e que compreendam e trabalhem com tecnologias variadas, em especial com conhecimentos relacionados às Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs).

Espírito de equipe

Assim como uma formação industrial, as competências socioemocionais terão papel essencial nesse contexto – e isso é válido tanto para gestores quanto para profissionais do chão de fábrica.

“Fazem parte desse rol de competências o desenvolvimento de capacidades, como espírito colaborativo, querer aprender e desenvolver novas habilidades, orientação à inovação, comunicação e capacidade de solucionar problemas complexos”, esclarece o gerente-executivo de Educação Profissional e Tecnológica do SENAI, Felipe Morgado.

Buscar o aperfeiçoamento profissional constantemente

Buscar cursos de capacitação para conhecer e operar os novos softwares e equipamentos é um investimento certo e urgente não apenas para os trabalhadores, mas, também, para os gestores que terão que revisar processos e tomar decisões.

“O SENAI é um grande aliado do setor produtivo nessa jornada. Para implementar os conceitos da Indústria 4.0, é crucial que as indústrias invistam no aperfeiçoamento dos profissionais. E esses, por sua vez, precisam desenvolver competências alinhadas às expectativas do mercado de trabalho e ao futuro da indústria”, destaca Morgado.

Oportunidades da Indústria 4.0

A Indústria 4.0 apresenta aos novos profissionais oportunidades de trabalho não só na operação para interconexão de dispositivos em rede, mas, principalmente, nas etapas de desenvolvimento, criação, avaliação e processamento de dados.

Sendo assim, é um cenário favorável para quem se atenta às mudanças tecnológicas e quer se atualizar. Visualizando isso, universidades e escolas oferecem opções para que os profissionais possam se atualizar consistentemente. O SENAI, por exemplo, possui onze cursos de aperfeiçoamento profissional para gestores e trabalhadores da indústria como um todo.

Dentre os temas fundamentais, é necessário aprimorar o conhecimento relacionado a Big Data, inteligência artificial, robótica colaborativa, computação em nuvem, segurança cibernética, manufatura aditiva, entre outras.

E para você, como deve ser a capacitação para a Indústria 4.0? Deixe sua opinião nos comentários e até a próxima. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *