Gestão, Marketing

Marketing digital para a indústria de alimentos e bebidas

Apesar de ser responsável por quase 30% do PIB brasileiro, o setor de alimentos ainda explora de forma muito tímida os benefícios do marketing digital. Saiba que, mesmo que a sua empresa não interaja com o cliente final, a busca por produtos, serviços e fornecedores começa muito antes de um potencial cliente entrar em contato.

De acordo com dados do próprio Google, 71% daqueles que procuram por serviços e produtos B2B o fazem começando com pesquisas genéricas. Além disso, é necessária uma média de 12 buscas antes que o comprador se envolva com uma empresa específica.

Quando falamos do cliente final, a importância do marketing digital para a indústria de alimentos se torna ainda mais clara. As redes sociais, por exemplo, já influenciam a decisão de compra de 77% dos brasileiros, de acordo com pesquisa da PricewaterhouseCoopers (PwC) Brasil.

Será que você não está perdendo tempo e espaço no mercado deixando o marketing digital para a indústria de alimentos de fora do planejamento?

Vantagens do marketing digital para a indústria de alimentos e bebidas

O marketing digital traz uma série de vantagens para o setor de alimentos e bebidas. É possível conquistar uma visibilidade maior, estabelecer um relacionamento com os clientes, ganhar autoridade no mercado e, claro, incrementar as vendas.

“O setor de alimentos se caracteriza por uma forte granularização tanto no lado da oferta, quanto no da demanda. As mídias sociais são recursos muito ricos para diversos propósitos, entre eles: fixar a marca por meio de repetição, aumentar engajamento com campanhas que usam receitas e conteúdos em geral, despertar o interesse e facilitar a experimentação dos produtos, além de manter a comunicação com clientes a fim de que estes se tornem embaixadores da marca e replicadores da sua mensagem”, esclarece André Miceli, professor e coordenador do MBA em Marketing Digital da FGV.

O uso adequado de ferramentas, como e-mail marketing, redes sociais, campanhas no Google, entre outras, permite alcançar o perfil exato de pessoas que interessam para a indústria.

“O marketing digital vem com a proposta de criar uma estratégia clara de atuação sobre o público-alvo da empresa. Nesse sentido, ele oferece ferramentas e meios para que sua segmentação seja mais certeira e, por consequência, seu custo de investimento seja melhor aproveitado”, acrescenta Luís Leão, coordenador de curso da Udacity e responsável pelo programa Nanodegree Marketing Digital.

Dessa forma, a comunicação se torna muito mais eficaz e, o melhor de tudo, em tempo real – características permitidas apenas por meios tão dinâmicos quanto os do universo digital.

As vantagens do marketing digital

O marketing digital para a indústria de alimentos traz benefícios incontestáveis: valor de investimento acessível, segmentação certeira e avaliação de resultados em tempo real.

Para o primeiro benefício, é importante ressaltar que, nos meios digitais, quem determina o investimento é você. Isso significa que não é preciso dispor de grandes verbas para ter resultados nos meios digitais. Uma boa estratégia já pode gerar um excelente retorno com um investimento que cabe no bolso.

“Outro ponto relevante no que diz respeito ao custo dessas campanhas é o fator experimentação. Todas as redes sociais permitem iniciar campanhas com custos extremamente baixos. Isso permite tanto que marcas de qualquer tamanho façam experimentos quanto que pequenas empresas entrem no jogo”, complementa Miceli.

Quando falamos das segmentações, ou seja, de encontrar a pessoa certa no momento mais adequado, o marketing digital também leva a melhor em comparação aos meios tradicionais.

“Mensagens diferentes podem ser destinadas à perfis diferentes. Desta forma, a possibilidade de sucesso das campanhas aumenta substancialmente”, destaca o professor.

Por fim, vale destacar que as ações realizadas no meio digital permitem acompanhamento em tempo real. Com isso, é possível entender exatamente quais ações trouxeram retorno e quais não, otimizando ainda mais os investimentos.

“A eficácia do marketing digital está no fato de ser capaz de metrificar e direcionar esforços de marketing para o público mais qualificado através de uma campanha mais otimizada e com custo mais baixo, fazendo com que o retorno de investimento seja muito mais positivo”, complementa Leão.

Por onde começar com efetividade?

Assim como todos os outros investimentos, uma estratégia de marketing digital para a indústria de alimentos só é efetiva se traz algum retorno.

Justamente por isso, é preciso partir de um objetivo muito claro para, então, definir quais os canais e ferramentas mais adequados a serem utilizados.

“É fundamental encaixar o digital no plano estratégico da empresa”, enfatiza Miceli. Só assim será possível manter uma comunicação integrada e gerar resultados que realmente sejam vantajosos para o negócio como um todo. Além disso, Leão orienta definir ao menos um KPI para cada campanha, que é a medida utilizada para saber se a campanha obteve um resultado satisfatório. Alguns exemplos de indicadores são: visitas à página, número de cadastros, aquisição de produtos, consumo de conteúdos on-line, etc.

Com esse planejamento em mente, é chegado o momento de definir o papel de cada canal, a frequência dos conteúdos, o tipo de comunicação, entre outros pontos que vão compor o plano tático.

“Por fim, acontece a medição. Vale lembrar que esse é um trabalho feito em ciclos, então, todo processo descrito acontece de maneira cíclica e sistemática, de forma que os resultados do último passo sirvam de insumos para o primeiro da próxima fase”, complementa o professor.

Já o conselho final de Leão é segurar a ansiedade em criar contas em todas as redes sociais se você não desenvolver uma estrutura que permita acompanhar o que acontece em cada uma delas. “Uma vez que você possui um canal digital, seu cliente passa a acreditar que ele pode utilizá-lo para engajar e conversar com sua empresa, portanto, não desperdice essa oportunidade”.

A sua visão sobre o marketing digital para a indústria de alimentos mudou após a leitura desse artigo? Comece o quanto antes a aproveitar todo o potencial que esses canais podem trazer para o seu negócio! Até a próxima. 

credenciamento-fispal-tecnologia-2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *