Gestão

3 ações para favorecer a produtividade na indústria

Aumentar a produtividade na indústria de alimentos e bebidas é uma busca constante. Afinal, aperfeiçoar os processos é sinônimo de melhorar a competitividade, reduzir custos e, assim, almejar uma margem de lucro maior.

Nesse sentido, desenvolver um planejamento coerente e realizar uma gestão eficaz da produção faz toda a diferença. Afinal, a indústria precisa de processos claros e de acompanhamento constante para que seja aperfeiçoada e, assim, permaneça evoluindo.

Continue com a leitura e conheça 3 práticas simples para melhorar a produtividade na indústria, além de entender como a Indústria 4.0 pode colaborar para conquistar um patamar alto de eficiência!

Como aumentar a produtividade na indústria

1. Inspeção na fonte

Apesar de muitas indústrias almejarem a perfeição e um índice zero de defeitos, essa é uma meta impossível de ser atingida. No entanto, uma boa gestão deve sempre buscar diminuir ao máximo a ocorrência de falhas.

Para isso, a inspeção na fonte é uma excelente maneira de acompanhar o processo por meio de um método padronizado e pré-estabelecido. Assim, é possível analisar se o resultado foi ou não satisfatório, e, em casos negativos, suspender a produção até que o erro seja encontrado e corrigido.

Para tanto, é fundamental documentar um processo em que seja possível planejar, executar, controlar e aprovar ou reprovar a produção – sendo que toda vez que um erro é identificado, a gestão deve atuar na causa para corrigi-lo, e não no efeito.

2. Ações preventivas e corretivas

Esse tipo de abordagem visa evitar defeitos e erros. Para tanto, as atividades precisam ser monitoradas pela gestão, mesmo que elas sejam simples e rápidas.

Defina critérios e instruções claras para recuperar componentes ou produtos defeituosos. Depois, analise toda vez que um erro do tipo ocorrer para que a indústria estabeleça métodos eficazes de prevenção no futuro.

3. Melhoria contínua

Aumentar a produtividade na indústria requer melhoria contínua para aumentar a eficácia e eliminar gargalos de produção. Por isso, todas as pessoas da organização devem estar envolvidas, e essa atitude deve fazer parte da cultura corporativa. 

Por meio do aprendizado constante e da criatividade, a ideia é melhorar cada vez mais os processos de trabalho e de produção. Dessa forma, além de manter os padrões estabelecidos, a empresa deve periodicamente estabelecer novas metas para que, então, elas se transformem nos novos padrões.

A Indústria 4.0 a favor da produtividade

Engana-se quem acredita que a Indústria 4.0 é muito cara ou distante da realidade das pequenas e médias indústrias. Com o planejamento certo, é possível implementar metodologias e tecnologias que farão toda a diferença para reduzir custos e aumentar a eficácia.

O professor Antonio Cabral, Coordenador do Curso de Engenharia de Produção do Instituto Mauá de Tecnologia, recomenda um roteiro 5 passos para que as pequenas e médias indústrias adotem a Indústria 4.0, sendo que os 3 primeiros são os mais importantes:

1 – Mapear os processos atuais;
2 – Elaborar procedimentos operacionais padrões;
3 – Cronometrar os procedimentos padronizados.

Depois dessa primeira etapa, é possível padronizar o processo produtivo e inseri-lo em softwares de virtualização. Com isso, são simuladas melhorias em um ambiente virtual e, então, a empresa entra no ambiente 4.0.

O professor ressalta que esse processo pode ser realizado com um custo baixo e, ainda assim, trazer resultados expressivos para a indústria. “Em dois cases realizados pelo Instituto Mauá de Tecnologia com parceria com a Fispal Tecnologia, empresas conseguiram resolver problemas de qualidade de produtos e aumentar em 20% a capacidade produtiva”, complementa o professor.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *