Inovação

As 6 principais tendências que impactarão o mercado de embalagem

A embalagem é uma peça que se comunica por si só. Ela faz parte da identidade visual de uma marca, além de ser um elemento, muitas vezes, determinante para a decisão de compra de um produto. Justamente por isso, precisa ser pensada com cuidado, para comunicar os valores que a empresa fabricante pretende transmitir e atender ao perfil e às necessidades do seu público consumidor.

De olho nisso, a Mintel, fornecedora global de pesquisa, divulgou, em 2016, as seis principais tendências mundiais em embalagens. Elas ainda não foram implementadas de forma plena no Brasil, mas podem se tornar mais populares por aqui após retomada da economia.

“Já fizemos publicações, como a Brasil Food Trends 2020, que estudam o perfil do consumidor. A indústria sabe desses movimentos e está preocupada com isso. A embalagem brasileira é de qualidade, mas alguns investimentos foram retardados em função da crise”, explica Antônio Cabral, coordenador do curso de pós-graduação em Engenharia de Embalagem do Instituto Mauá de Tecnologia.

Conheça, portanto, as seis principais tendências de embalagens que impactarão os mercados globais.

1. Evolução digital

A evolução digital diz respeito, sobretudo, à personalização dos produtos. Os consumidores participantes do estudo em questão afirmaram que pagariam mais por embalagens personalizadas de refrigerantes, por exemplo.
No Brasil, há cerca de três anos, vimos a Coca-Cola fazer uma campanha de grande sucesso com os seus produtos, colocando nomes das pessoas nas latas, deixando-as personalizadas.

Essa é uma forma de as marcas investirem mais em edições personalizadas e limitadas, ganhando, assim, vantagem competitiva em um mercado “comoditizado”.

2. Produtos à mostra com informações claras

O consumidor está mais exigente, inclusive, querendo saber o que, efetivamente, está comprando. Ele está exigindo um maior número de informações sobre os produtos que estão nas prateleiras dos supermercados, ao mesmo tempo em que busca menos confusão nas embalagens.

Essa característica é vista muito fortemente, principalmente na área de alimentos, cujos consumidores têm interesse em saber os ingredientes, atributos funcionais, etc. Futuramente, os conceitos de rotulagem limpa e comunicação clara na embalagem vão ter a mesma finalidade.

3. Embalagens flexíveis

As embalagens flexíveis são consideradas mais modernas por 32% dos consumidores e, por isso, algumas marcas estão investindo em oportunidades de marketing nessa área.

Dentro desse contexto, surge a pergunta: até que ponto essas embalagens podem ser consideradas diferenciadas? As marcas devem olhar para a próxima geração de híbridos rígidos/flexíveis que oferecem benefícios funcionais e ambientais, juntamente com a grande presença de prateleira, para colher benefícios dessas tendências de embalagens e conquistar o cliente.

4. Embalagens ecológicas

A pesquisa mostra, ainda, que 63% dos consumidores dos Estados Unidos consideram embalagens reutilizáveis um motivo fundamental para efetivar uma compra.

Em que preço e qualidade do produto são percebidos como similares, os consumidores irão, cada vez mais, se voltar para essas alternativas ecológicas como fator decisivo de compra, o que mostra que a sustentabilidade tem uma força grande quando o assunto é tendências de embalagens.

5. Tamanho importa

Cada vez mais se torna importante no mercado, segundo a Mintel, fornecer embalagens de tamanho certo para o consumidor, que considerem, principalmente, ocasiões que requerem fácil transporte e consumo.

Tendo em vista que estudos apontam que as famílias estão diminuindo cada vez mais, as embalagens compactas estão ganhando espaço no mercado.

Um dos fatores que reforçam a tese de “enxugamento” está presente nesse estudo de tendências em embalagens. Nele, 50% de consumidores de snacks, preocupados com a saúde, revelaram estar dispostos a experimentar um novo produto, como teste, se ele viesse em um tamanho pequeno, voltado para ocasiões “on the go”.

6. Embalagem Mobil-Ution

Como as marcas procuram por formas inovadoras de se envolver com os clientes, o ambiente móvel tem tudo para tomar a linha de frente na batalha pela conquista aos consumidores.

Nesta área, as tendências de embalagens são notadas mediante investimento, por parte das marcas, em comunicação, por campo próximo (Near Field Communication – NFC) e por Bluetooth de baixa energia (BLE).

De acordo com Antônio Cabral, as tendências de embalagens apresentadas pela Mintel são bastante relevantes para que a indústria mantenha a sua competitividade.

“Elas mostram que empresas e consumidores estão integrados com a tecnologia e que, por isso, é importante que os empresários percebam como é importante investir nas embalagens, olhando para elas como investimento, não como custo, e possibilitando que passem uma mensagem adequada ao consumidor”, enfatiza.

Quer conhecer outras tendências de embalagens para o setor de alimentos e bebidas? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo e compartilhe este artigo nas redes sociais.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *