• Fispal Tecnologia is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Gestão

Cabotagem pode reduzir pela metade o custo do frete para a indústria

A cabotagem pode ser uma boa solução logística para a indústria de alimentos e bebidas. Isso porque, além de garantir a conservação e a integridade da carga transportada, a alternativa pode representar uma redução de mais de 50% no custo do frete.

“Em períodos de crise, as empresas buscam reduzir suas despesas para continuar garantindo resultados. Os custos logísticos, para boa parte das companhias que atua no mercado, são, hoje, um dos maiores alvos, já que podem consumir cerca de 8% da receita líquida de um negócio. Entre os modais, tanto o transporte ferroviário, quanto a cabotagem, tem se mostrado uma alternativa bastante econômica”, explica Alexandre Lobo, consultor da ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain.

Confira, abaixo, como funciona a cabotagem e quais benefícios ela pode trazer para o setor.

O que é cabotagem? 

A cabotagem nada mais é do que é a navegação entre portos de um mesmo país. No Brasil, apesar da extensa costa navegável, a cabotagem representa menos de 10% da matriz de transporte nacional, um cenário que vem se modificando, de acordo com a Agência Nacional de Transportes Aquaviários.

Hoje, a adoção do modelo por inúmeros setores de produção está crescendo, especialmente nas regiões Norte e Nordeste. Para o transporte de cargas com distâncias acima de 1000 km, essa solução logística é considerada uma das mais vantajosas, trazendo não apenas economia, como também outros benefícios.

Vantagens da cabotagem para o setor alimentício

Além de representar custos menores para o setor, a cabotagem permite que o transporte de alimentos seja feito de forma mais eficaz e segura. “Como os produtos são embalados e transportados em containers próprios, existem menos chances de contaminação e degradação da carga, fazendo com que os gastos com perdas caiam significativamente. Já o tempo de deslocamento e o menor índice de roubos, acabam contribuindo para que a cabotagem represente menores custos”, explica Lobo.

A alternativa também possibilita a armazenagem dos containers nos portos por tempo indeterminado, sem que isso acarrete custos à empresa. Ao final, isso garante um melhor controle da operação, especialmente quando se trata de entregas com hora marcada.

Melhorias e burocracia

Apesar dos benefícios e do crescimento dessa solução entre as indústrias, ainda existem pontos a serem melhorados para que a cabotagem se transforme em um meio logístico viável para mais empresas. “A precariedade da infraestrutura de transportes no Brasil, somada à carência na conexão entre os modais, faz com que o uso da cabotagem ainda seja inexpressivo. Isso sem falar no excesso de burocracia relacionado ao tratamento da carga”, enfatiza o consultor da ILOS.

Mesmo com os entraves, a tendência é que a demanda pela navegação entre portos cresça neste ano, especialmente pelos efeitos promovidos pela crise. Cada dia mais, empresas do setor de bebidas e alimentos vêm apostando nessa alternativa para atenuar os impactos negativos da recessão econômica e continuar com uma boa atuação no mercado.


Quer saber mais sobre as novidades e transformações do setor de alimentos e bebidas? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo e até a próxima!

 

 

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *