Especialistas, Indústria 4.0

Criatividade 4.0: a transformação da indústria de alimentos e bebidas

Em tempos de digitalização e busca por soluções customizadas na indústria 4.0, a criatividade nunca deixou de ser tão importante. Idealizada em meados de 2010 na Alemanha, a quarta revolução industrial está impactando todos os segmentos da indústria moderna, inclusive alimentícia.

As aplicações estão mais sofisticadas do que apenas robôs industriais manipulando alimentos, paletizando caixas e inspecionados produtos. Elas estão personalizadas de acordo com o desejo do cliente, estão acontecendo em tempo real, estão sendo monitoradas e rastreadas por sistemas inteligentes projetados por profissionais altamente capacitados.

Os resultados vão além de redução dos custos e maximização dos lucros para os gestores. Eles proporcionam competitividade, produtividades e inserem as companhias no mercado internacional com reais chances de atrair investidores em cenários exigentes. Tudo isso porque os produtos estão mais inteligentes e os processos mais otimizados.

Especificamente na indústria de alimentos, os cuidados com sustentabilidade, higiene, redução de custos e diversidade de alimentos e bebidas a serem produzidos quanto aos diferentes tipos, sabores, perfis e formas de armazenamentos ou o envasamento, no passado exigiriam a parada das máquinas e setups mais demorados.

Já nos dias de hoje isso não acontece devido à utilização de equipamentos e máquinas adaptadas à Indústria 4.0 que permitem limpeza, higienização, setup e harmonização das linhas de produção em curtíssimo espaço de tempo. E no futuro isso irá diminuir ainda mais.

Por exemplo, os transmissores de pressão e as possibilidades de aplicação que estes possuem permitem que a indústria padronize suas instalações de transmissores, pois a configuração do produto é fácil e descomplicada, já que o transmissor indutivo foi projetado para atender às mais amplas variedades de aplicações industriais, garantindo melhor precisão na medição, principalmente devido à criticidade e rigor da qualidade requerida no processamento de alimentos e bebidas.

* Rogério Vitalli é Diretor Executivo de Tecnologia do Instituto Avançado de Robótica – IAR e colunista da Fispal Tec Digital.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *