Fispal Tecnologia faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

industria do trigo.jpg

A importância dos moinhos na exportação de alimentos

A farinha de trigo produzida pelos moinhos brasileiros está presente na alimentação de 120 nações para as quais nosso país exporta biscoitos, massas, pães e bolos industrializados.

Trata-se de um mercado em crescimento, com interessante potencial, conforme demonstram os números da Abimapi, entidade representativa desse expressivo segmento da indústria de alimentação, que exportou, em 2018, 71,7 mil toneladas de produtos, movimentando US$ 136,6 milhões. Em relação a 2017, o aumento foi de 11% no volume de vendas e de 6% em faturamento.

O Brasil, aliás, é o segundo maior exportador de alimentos industrializados do mundo (fonte: ABIA). A cadeia produtiva do trigo tem participação relevante nesse movimento, não apenas no tocante ao volume, mas também em termos da qualidade da farinha fornecida aos fabricantes nacionais, que contam com matéria-prima adequada às exigências da indústria alimentícia, inclusive quanto à diversificação dos tipos necessários à fabricação de cada produto.

Os moinhos brasileiros, mantendo, mesmo em meio à crise econômica, o seu patamar de investimentos e o número de postos de trabalho, num esforço para a retenção de talentos e especialistas, têm ampliado de modo constante os seus níveis de produtividade, qualidade e capacidade de atender às transformações do mercado nacional e mundial, inclusive no que diz respeito à demanda de produtos mais saudáveis e/ou voltados a segmentos de consumidores que necessitam de dietas específicas.

Nossa indústria moageira está sempre em busca de avanços e inovação, como acaba de ocorrer, com a participação da Abitrigo e associados da entidade no Giro do Trigo na Rússia, ao lado de representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil. A missão visitou órgãos reguladores, campos de produção, moinhos e terminais de exportação, conhecendo melhor aspectos de qualidade e logística do setor na Rússia, que, nas últimas três décadas, saiu da condição de importadora de trigo para a de maior exportadora mundial do cereal, com 33,7 milhões de toneladas.

Os moinhos brasileiros estão plenamente inseridos no processo de transformação do mercado consumidor do Brasil e do mundo. Nesse novo cenário, a indústria alimentícia tem papel cada vez mais relevante no que diz respeito à saúde, bem-estar e qualidade da vida. 

* Por Rubens Barbosa, presidente executivo da Abitrigo

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar