Fispal Tecnologia faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

food-system

O mercado substituto da proteína animal

Pouco ainda se fala sobre o tema no Brasil, mas o fato é que este mercado, muito promissor, vai ser uma grande revolução no Food System nos próximos anos.

A busca por fontes alternativas de proteínas para suprir a demanda de consumidores que buscam por alimentos mais saudáveis e sustentáveis, faz com que as proteínas substitutas da carne animal ganhem cada vez mais espaço no mercado global.

Proteínas de insetos, cogumelos, plant-based e cultured meat. Olhando para estas duas últimas, as clean meats como são conhecidas, conduzimos um estudo que mostra uma projeção do mercado brasileiro para os próximos 10 anos, onde até 14% do consumo de carnes tradicionais poderá ser substituído por estes novos tipos de proteínas.

Em mercados mais maduros, como o americano, europeu ou israelense, essa onda já vem sendo surfada há algum tempo e hoje eles estão num estágio de aumentar o acesso a este tipo de alimento.

Nos EUA, um hambúrguer a base de plantas, que antes custava 300 USD, pode ser comprado hoje por 6 USD.

A proteína animal é muito difícil de ser reproduzida em laboratório, mas a tecnologia está conseguindo avançar cada vez mais rápido, reproduzindo com melhor custo.

Existe ainda a carne produzida em laboratório, que com apenas uma pequena amostra do tecido vivo de um animal, do tamanho de um gergelim, consegue reproduzir a proteína em laboratório utilizando 75% menos água, 80% menos solo e diminuindo em até 90% a emissão dos gases de efeito estufa, segundo seus produtores. Além de ser uma carne mais segura do ponto de vista alimentar, ela é muito mais sustentável que a versão tradicional e isso sem mencionar a extinção da crueldade animal.

Um dos pais da cultured meat, o holandês Peter Verstrate, disse em uma de suas apresentações, que essa produção pode ser até 10 vezes mais eficiente que a tradicional e com isso além de contribuirmos com a preservação de nossos planeta, iremos obter um produto mais rentável.

A prova de que este mercado é um mar de oportunidades, é o recente investimento de Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, fundador da Amazon e um grande visionário de nosso tempo. Ele acabou de investir 30M de USD na startup chilena NotCo que produz produtos veganos.  Além desta investida, Bezos uniu-se a Richard Branson e Bill Gates e juntos somaram 90M USD de investimento na startup de carne vegana, Motif Ingredients.

* Por Carolina Bajarunas, fundadora da Builders, idealizadora do Foodtech Movement e colunista da Fispal Tec Digital.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar