Fispal Tecnologia faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

industria 4-0.jpg

O paradoxo da indústria

Não só de capacitação tecnológica carecem nossas empresas.

A recém-publicada pesquisa acerca das indústrias de pequeno e médio porte no Estado de São Paulo, realizada pela FIESP, mostra que somente um terço dessas organizações utilizam o lean manufacturing, enquanto um outro terço sequer pensa em implantá-lo. O mais preocupante é que 25% das corporações que não utilizam o lean não conhecem ou nunca ouviram falar de sua existência e declaram dificuldades em administrar seus negócios. Assim, pode-se chegar facilmente à dedução de que o grande desafio das PME (pequenas e médias empresas), antes da conscientização acerca dos conceitos da indústria 4.0, é a implantação de um Sistema de Gestão aderente às suas necessidades.

Falando em indústria 4.0 e na tecnologia que envolve a transformação digital das organizações, estas devem ser consideradas como meio e não como fim. Fim para a atividade industrial será sempre o aumento de produtividade, lucratividade e, consequentemente, competitividade em seu mercado de atuação. No atual cenário, muitas vezes a empolgação pelas novidades pode tirar o foco tanto de empresas como de governos do que realmente interessa, que é o desenvolvimento de um ambiente corporativo sustentável e para isso a tecnologia pode e deve nos auxiliar sem contudo assumir o papel de protagonista principal, ou, em outras palavras, não há que se falar em transformação digital sem sua contrapartida em redução de custos ou aumento de capacidades competitivas.

Tratando diretamente do operacional, corporações da nossa região de atuação e de mercados distintos, sugeriram a criação de cursos de formação para gestão de fábrica, uma vez que a dificuldade atual no chão-de-fábrica são aplicações do pensamento enxuto e da visão sistêmica das lideranças. Verifica-se que tal capacitação trata-se de uma necessidade das corporações em prepararem seus futuros e atuais colaboradores não só para as operações, mas também em como gerenciar tais atividades. Contudo, enquanto nas grandes empresas os conceitos da gestão lean parecem bem arraigados e com desdobramentos em todos os níveis organizacionais, nas pequenas e médias tais práticas enxutas parecem longe de estarem pacíficas.

A pirâmide apresentada de forma otimizada em artigo anterior trata justamente desse Sistema de Gestão baseado no lean e que tende a orientar os esforços prévios para a implantação de um ambiente para a transformação digital. Esse modelo vem sendo útil não só para grandes como também para pequenas e médias empresas no sentido de passar uma perspectiva de passos e prioridades que muitas vezes não são percebidos no calor da dinâmica do dia-a-dia. Apenas para pontuar, alguns diagnósticos que fizemos em pilotos de implantação em pequenas empresas confirma a necessidade de uma adequada administração financeiro-tributária da organização para levar a um lucro efetivo. Quanto à produção, embora as corporações conheçam muito bem seus produtos, práticas como os 5S e a gestão da rotina são negligenciadas, o que causam incontáveis transtornos pela geração de desperdícios como retrabalhos ou falta de planejamento.

Mais que transformação digital, a dica fica para privilegiarmos a finalidade da empresa, motivando o pensamento enxuto antes da tecnologia de ponta, ou, em uma pirâmide de Maslow com CNPJ, devemos garantir primeiramente a sustentabilidade da organização com processos eficientes e eficazes, rentabilidade financeira dos produtos e/ou serviços, e sustentabilidade do negócio. Independentemente do porte, as corporações que tendem a sobreviver e se adaptar mais rapidamente ao avanço tecnológico são aquelas que tem a cultura de sempre trabalharem enxutas.

Boas festas a todos! Que 2020 seja um ano de transformação digital, inovações, sinergias e sobretudo, rico em interações humanas, pois são as pessoas que transformam as organizações!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar