Fispal Tecnologia faz parte da divisão divisionName da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

industria-moageira

A tecnologia no pão nosso de cada dia

A indústria moageira nacional tem investido sistematicamente em equipamentos e automação de processos industriais, agregando tecnologia para aprimorar e alcançar a máxima qualidade na sua produção. O impacto das tecnologias implantadas nos moinhos brasileiros tem refletido diretamente no produto final, permitindo a ampliação e diversificação da oferta.

Os cuidados para se atingir resultados positivos começam desde antes do processamento da matéria-prima, com a remoção de materiais estranhos e possíveis contaminantes, que ocorrem durante a colheita, transporte e armazenagem do grão, passando pelas diversas etapas de moagem, pela mistura uniforme de ingredientes até o envase do produto, utilizando-se de tecnologias inovadoras, como a seleção óptica. Os resultados dos investimentos são positivos e muito visíveis, pois há avanços significativos em termos de produtividade, qualidade na extração da farinha, otimização de custos de produção e de mão de obra.

A saúde e a qualidade dos alimentos à base de trigo, que integra grande parte do cardápio diário dos brasileiros, são os referenciais que têm norteado o processo de inovação dos moinhos. Trata-se, portanto, de um aporte tecnológico e novos processos que se refletem de modo direto na produção do pão nosso de cada dia e também dos biscoitos, massas, doces, bolos e toda a infinidade de receitas produzidas a partir do trigo, nos lares, restaurantes e indústria alimentícia.

Os investimentos em tecnologia do setor moageiro também estão alinhados às principais tendências inovadoras da indústria de alimentos, que segue cada vez mais dedicada ao desenvolvimento de produtos funcionais. Na carona dessa inovação tecnológica da indústria primária do trigo, um cenário de verticalização das empresas tem se consolidado como tendência. Nesse sentido, há investimentos na produção de pré-misturas e misturas prontas para uso doméstico e industrial, além da produção de massas, biscoitos e pães industrializados cada vez mais alinhada com as necessidades de um consumidor à procura de “saúde” e em constantes mudanças em seus hábitos consumo.

A indústria moageira também responde, com tecnologia de ponta, à demanda crescente de alimentos orgânicos, que exigem todo um processo especial de produção, colheita, transporte e moagem do trigo. Outra tendência de consumo cada vez mais acentuada refere-se aos produtos integrais, cuja produção tem sido atendida de modo eficaz pelos moinhos brasileiros.

Observa-se que o setor moageiro tem seu olhar voltado ao consumidor final, consciente de que a oferta adequada, a excelência e a variedade da farinha (para dar sustentação à diversificação de produtos do mercado atual) são fatores diretamente ligados à qualidade dos alimentos consumidos pela população. É imensa a responsabilidade de todos os segmentos que integram a cadeia produtiva da indústria alimentícia!

* Por Dr. Rubens Barbosa, presidente-executivo da Abitrigo - Associação Brasileira da Indústria do Trigo. 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar