A Fispal Tecnologia, Indústria 4.0

Fórum Fispal Tecnologia apresenta o caminho de transição para a Indústria 4.0

A implementação da Indústria 4.0 já está em andamento em muitas empresas do setor de alimentos e bebidas. Muitas delas já estão no caminho certo, enquanto outras estão tentando se encontrar. Pensando nisso, o Fórum Fispal Tecnologia apresentou na manhã desta sexta-feira, 29 de junho, os cinco passos a ser seguidos pelos gestores nesse período importante de transição.

“Nós temos de dar um passo em direção ao movimento da Indústria 4.0. Não dá mais para não fazer. E não dá para desistir. Por isso, trouxe o meu pequeno roteiro. São cinco passos para chegarmos no 4.0”, afirma Antonio Carlos Cabral, professor e engenheiro de alimentos do Instituto Mauá de Tecnologia.

  1. Mapeamento dos processos

Antes de pensar em mudanças, a empresa precisa mapear o seu processo produtivo para entendê-lo e identificar falhas, oportunidades e necessidades. “E isso não é tão difícil, só é preciso fazer com clareza. É o autoconhecimento que a gente tanto fala”, afirma.

  1. Elaboração de um procedimento padronizado

É preciso estabelecer um padrão para a realização de qualquer procedimento dentro da indústria. Esta é a melhor forma de ser ter maior controle sobre os processos produtivos realizados.

  1. Cronometragem dos procedimentos padronizados

Existem procedimentos padronizados cronometrados em nosso dia a dia, como o Waze, por exemplo, mas, muitas vezes, não usamos isso em nosso próprio negócio”, ressalta Cabral.

  1. Fazer a virtualização dos processos e análise crítica de desempenho

A Indústria 4.0 propõe a existência de uma cópia virtual das fábricas inteligentes, que permite a rastreabilidade e o monitoramento remoto de todos os processos por meio de sensores espalhados ao longo da planta, o que garante, inclusive, a capacidade de fazer análises de desempenho em tempo real.

  1. Simulação das modificações

Atualmente, várias empresas utilizam a virtualização para realizar simulações e analisar a viabilidade dos projetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *