Fispal Tecnologia faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

nr-12.jpg

Como adequar células robotizadas à NR-12

Entenda como adequar células robotizadas à NR-12 e garantir maior conformidade e segurança na linha de produção e na interação com os trabalhadores.

Entender como adequar células robotizadas à NR-12 é uma grande preocupação. Afinal, a norma dita as medidas de segurança e higiene do trabalho para que acidentes sejam evitados.

"Células robotizadas, são consideradas como máquinas e equipamentos e todas estas instalações devem de atender aos requisitos na NR12", explica Roberto Serta, sócio-proprietário da empresa Roka Engenharia.

A robotização tem sido cada vez mais usada para aumentar a produtividade e a qualidade das produções. E, apesar de a tecnologia por si só já eliminar alguns riscos aos colaboradores, é fundamental que elas sejam implementadas de forma adequada para que novas situações de perigo não sejam criadas.

Quer entender melhor como adequar células robotizadas à NR-12? Então, siga com a leitura deste artigo!

Como adequar células robotizadas à NR-12

"Para que a adequação ocorra, os projetistas, fornecedores e usuários destas células devem seguir como padrão as exigências das normas técnicas nacionais (ABNT), assim como, as normas internacionais harmonizadas", explica Serta.

De acordo com o especialista, os próprios robôs já seguem normas internacionais de segurança nas etapas de projeto e fabricação. Ainda assim, é preciso avaliar onde eles serão instalados e quais serão as suas aplicações.

"Após essas definições, deve ser realizada uma Apreciação de Riscos na fase de projeto desta célula, seguindo-se como base a norma ABNT NBR ISO 12100, a qual sinalizará qual o tipo de proteções (mecânica ou de automação), além da categoria do sistema e os dispositivos de segurança que serão necessárias para a redução do riscos", completa.

Serta diz que alguns dispositivos de segurança, como cortinas de luz, scanner de área, chaves com bloqueios, CLP de segurança e outros já são aplicados mundialmente. No entanto, é importante que todos sejam certificados e possuam confiabilidade garantida.

"Após  projetada e instalada a célula, deve ser validado todo o sistema de segurança, desde as documentações até os testes de campo. Para as empresas que buscam a robotização, recomendamos escolher no mercado  profissionais experientes e legalmente habilitados no sistema CONFEA/CREA, assim como contratarem empresas idôneas para a realização destas células", recomenda.

Maior segurança e produtividade

Com a Indústria 4.0, a tecnologia vem se tornando uma importante maneira de ganhar produtividade na indústria. Afinal, ela permite maior agilidade e conformidade nas produções do que as obtidas com operações manuais.

"A robotização vem sendo usada para as para atividades repetitivas, portanto, permite aumentar a produtividade. Em várias situações a robotização elimina algumas atividades de risco aos trabalhadores, como lesões por esforços repetitivos, doenças respiratórias com exposição a agentes químicos e outras", explica Serta.

No entanto, para que as interações entre os trabalhadores e as células robotizadas sejam seguras, Serta chama a atenção para a importância de seguir os passos apresentados anteriormente, desde o projeto, fabricação e instalação até a operação e manutenção das células. 

"Especialmente nas etapas de intervenções, deve-se usar dispositivos de bloqueios, procedimentos específicos e capacitações dos trabalhadores, além de uma forte conscientização. Em resumo, não basta apenas adequar células robotizadas à NR-12 , mas sim, a todas as normas técnicas aplicadas a este tipo de instalação", completa.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar