Fispal Tecnologia faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Gerenciamento de projetos na indústria de alimentos e bebidas

Entenda a importância do gerenciamento de projetos industriais e confira dicas fundamentais para viabilizar investimentos sem aumentar os riscos de negócio.

O gerenciamento de projetos industriais engloba várias etapas. Afinal, é preciso partir da viabilidade técnica e econômica para, então, elencar os equipamentos, processos, insumos e demais elementos necessários para viabilizar a produção.

É o gerenciamento de projetos industriais, portanto, que ajudará a empresa a reduzir riscos e a manter os prazos e custos dentro do previsto. E, em um mercado cada vez mais competitivo, estes pontos fazem toda a diferença para garantir competitividade e lucratividade ao longo dos anos.

Justamente por ser uma tarefa tão complexa, no entanto, a gestão de projetos na indústria de alimentos é bebidas gera muitas dúvidas. Pensando nisso, separamos algumas dicas que vão ajudá-lo a estruturar um processo mais eficaz e, assim, diminuir consideravelmente os riscos para implementar inovações.

A importância da gestão de projetos

"Para se ter uma ideia da relevância do tema, menos de 50% dos projetos desenvolvidos mundialmente atingem seus objetivos de prazo e custo", afirma Danilo Piccolo, do curso de Engenharia de Alimentos do Instituto Mauá de Tecnologia.

Dessa forma, o gerenciamento de projetos industriais é essencial para minimizar o risco de que boas ideias de negócio se transformem em grandes fracassos por problemas de gestão.

"Um projeto mal gerenciado pode levar uma empresa financeiramente saudável à ruína. Quando se trata de projetos industriais, o problema é ainda maior por serem projetos de capital intensivo com valores de investimentos expressivos, prazos agressivos, grande número de pessoas envolvidas, e uma infinidade de riscos que podem ameaçar os resultados", completa.

Principais etapas para um bom gerenciamento de projetos industriais

"As principais etapas para um bom gerenciamento de projetos envolvem os processos de iniciação, onde há formalização dos objetivos e responsabilidades do projeto; planejamento que define o que será entregue pelo projeto, de que maneira, em que prazo, a que custo, com que nível de qualidade e com quais riscos; e execução, que acompanha o desenvolvimento dos trabalhos", explica o professor.

De acordo com Piccolo, uma boa gestão de projetos ainda deve passar pelo monitoramento e controle. Nesta etapa, os produtos do projeto são comparados ao que foi planejado para que sejam realizadas eventuais correções de curso e encerramento.

Além disso, neste momento, os resultados do projeto são objeto de análise crítica para sistemas de melhoria contínua e aprendizado corporativo.

"Este conjunto de processos leva em conta aspectos de escopo, tempo, custo, qualidade, riscos, aquisições, partes interessadas, recursos humanos e materiais, comunicações e integração, com o objetivo de abordar o ciclo de vida de um projeto sobre todas estas dimensões", complementa.

Como usar a atividade a favor da indústria

Piccolo alerta que a indústria precisa compreender que gerenciar projetos vai muito além de desenvolver um cronograma ou preencher formulários.

"A cultura da relevância do gerenciamento de projetos deve estar presente nas decisões estratégicas da alta direção". Dessa forma, é preciso empregar um tempo definindo o escopo do projeto, especialmente quando o nível de especificidade é maior. Afinal, é essa atividade que vai evitar ambiguidades e problemas de entendimento. "O cuidado com a comunicação e a análise e monitoramento dos riscos do projeto é essencial", complementa.

Com isso, é possível tirar os planos do papel e realizar os investimentos de forma certeira. Permitindo, assim, que a indústria consiga expandir ou inovar, mas sem que precise se expor à riscos desnecessários no meio do caminho.

 

 

 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar