Fispal Tecnologia faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

industria- brasileira-internacional-diferencas-fispal-tecnologia

Indústria brasileira e internacional: diferenças e semelhanças na produção

Embora estejamos com uma atividade industrial cada vez mais focada em abranger a oferta de produtos para diferentes perfis de consumidor, no setor de alimentos e bebidas ainda se vê um contraste grande nos métodos de produção ao redor do mundo.

Isso, no entanto, é apenas um reflexo cultural, uma vez que as grandes indústrias, na verdade, estão presentes em diversos países atualmente – no Brasil, inclusive.

Assim, o que ocorre é um direcionamento exclusivo das marcas, mas igualmente focado em resultados, já que a maioria delas não nasceu, mas desembarcou aqui.

Por isso, confira, a seguir, uma breve análise da indústria de alimentos e bebidas!

Saudabilidade: um tema global

Ainda que a indústria de alimentos e bebidas seja singular em diferentes regiões do mundo, as principais marcas – muitas das quais presentes no Brasil – já sinalizaram forte atuação no conceito de saudabilidade.

A ABIA (Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação) tem participação ativa no direcionamento do mercado. Em sua publicação Credibilidade que Alimenta o Mercado, revela a vitória, em agosto de 2009, ao fazer com que as maiores indústrias de alimentação nacionais assinassem um compromisso em inserir, em seus materiais publicitários, a recomendação ao consumidor para adotar uma alimentação balanceada e atividades físicas.

As diferenças entre as indústrias

Entretanto, quando analisamos a indústria de alimentos e bebidas sob um espectro mercadológico, nota-se que a brasileira ainda vive à sombra dos grandes nomes do setor.

Isso porque, apesar de existirem dezenas de marcas atuantes no País, tornou-se uma prática comum a aquisição de marcas maiores sobre as pequenas.

Assim, a fatia de mercado é garantida, bem como a diversificação de produtos – já que as marcas menores trabalham, em sua maioria, com um público mais interessado no custo/benefício do que no elevado preço dos produtos.

O que tem acontecido com mais frequência é que enquanto a indústria internacional privilegia a diferenciação de produtos com foco no perfil dos seus consumidores, o Brasil aproveita das tendências por concentrar, aqui, os principais nomes da indústria alimentícia e de bebidas.

Caso que pode ser citado é o da Coca-Cola com Stevia, batizada de Coca-Cola Life, nos Estados Unidos, entre outros alimentos e bebidas que desembarcam aqui em busca desse consumidor que compra sabor e qualidade de vida.

O entendimento do consumidor é importante

O que pode ser analisado com mais afinco é que essa presença massiva de alimentos e bebidas internacional deve ser trabalhada de maneira que o consumidor brasileiro se identifique mais com os produtos.

Para a especialista das categorias de alimentação e bebidas da Mintel no Brasil, Naira Sato, “o entendimento do consumidor é um elemento-chave para as empresas saberem quais benefícios funcionais trabalhar para cada tipo de produto.”

Algo imprescindível, portanto, para instaurar qualquer tipo de produto, independentemente do seu segmento ou nicho de mercado. “Para cada categoria, essas tendências podem ser traduzidas de formas diferentes: por exemplo, conveniência pode ser produto pronto para consumo, mas também uma embalagem menor, para consumo imediato; da mesma forma que saudabilidade pode ser menos calorias, assim como mais ingredientes naturais”, analisa Naira Sato.

Ou seja: se existe algo que a indústria de alimentos e bebidas brasileira pode aprender com a internacional é que o consumidor está muito mais atento às novidades, sejam elas oriundas daqui ou de outras fronteiras.

Isso faz com que ele busque alternativas para as suas necessidades, carências e desejos. Para a indústria, antecipar-se, portanto, é a alternativa para trazer mais personalidade ao setor e, consequentemente, se destacar com produtos que tenham tudo a ver com o consumidor brasileiro.

Até lá, a solução reside em importar produtos que desembarquem em nossas terras com conceitos globais, e não exclusivamente nacionais.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar