Gestão

Gestão da qualidade: o que não pode ser negligenciado?

gestao-qualidade

A competitividade e a concorrência estão aumentando em todos os mercados. Afinal, a difusão e a facilidade em encontrar informações fizeram com que o consumidor se tornasse mais exigente e antenado às tendências, forçando a gestão da qualidade a se aprimorar para atender à demanda.

Essa realidade também impacta diretamente a indústria de alimentos e bebidas. “Dentro de uma indústria alimentícia, requisitos básicos a serem atendidos estão atrelados ao atendimento das expectativas de consumidores finais e clientes dentro da cadeia de produção de alimentos”, alertam os instrutores de formação profissional, Cyleni Regattieri e Marcelo Eduardo Frezza, da Escola Senai Horácio Augusto da Silveira, de São Paulo.

Nesse sentido, se atentar à gestão da qualidade na indústria de alimentos e bebidas é fundamental. Quer entender melhor sobre os processos que não podem ser deixados de lado? Acompanhe!

Como evitar desperdícios durante o processo de gestão da qualidade?

Uma gestão de qualidade ineficaz invariavelmente aumentará os desperdícios de matérias-primas, tempo e dinheiro. Ao mesmo tempo, os requisitos que precisam ser atendidos na indústria de alimentos e bebidas atravessam uma rede de necessidades muito abrangente, que começa com requisitos legais e de ordem econômica.

De acordo com os especialistas, esses requisitos podem ser:

  • Volume/peso;
  • Rendimento;
  • Rotulagem apropriada;
  • Estabilidade durante vida de prateleira declarada;
  • Nível máximo de aditivos e contaminantes;
  • Teor mínimo de nutrientes.

Dessa forma, é preciso estar atento à legislação e aos processos referentes ao produto que está sendo tratado. Novamente, a organização, a padronização de procedimentos e o planejamento fazem toda a diferença para que os desperdícios sejam evitados.

Padronização e organização

O primeiro passo para que nenhum processo importante seja deixado de lado na gestão da qualidade é a organização. Afinal, quem trabalha nessa área sabe que existem diversos gerenciamentos que precisam ser realizados diariamente, e, deixar um deles de lado, pode acarretar em sérios problemas para a empresa.

Dessa forma, padronizar os procedimentos é fundamental para garantir a qualidade dos produtos finais. Todas as etapas devem ser executadas uniformemente, independentemente da pessoa que esteja realizando a atividade.

Além disso, a organização ajuda a identificar gargalos e práticas ineficientes, permitindo melhorar ainda mais a gestão da qualidade de alimentos e bebidas.

Planejamento e visão global

Outro ponto importante para a gestão da qualidade na indústria de alimentos e bebidas está no planejamento. Não é incomum que os profissionais da área acumulem outras funções ou vivam “apagando incêndios”.

Quando isso acontece, a área perde a visão estratégica e não consegue atuar de maneira preventiva. O resultado é um aumento de custos e de revisões, o que acaba atrapalhando todo o processo.

Contar com uma visão global de toda a indústria e das exigências dos consumidores, ao contrário, ajuda a tornar a gestão da qualidade mais eficaz, colaborando, assim, para aumentar a competitividade do negócio de maneira geral.

Pontos a serem monitorados para garantir a qualidade

Cyleni Regattieri e Marcelo Eduardo Frezza apontam alguns fatores que devem ser constantemente monitorados para garantir uma qualidade maior na indústria de alimentos e bebidas. São eles:

  • Matérias-primas e fornecedores;
  • Infraestrutura e ambiente de trabalho;
  • Outros elementos essenciais, tais como: utilidades, manutenção, calibração, controle de pragas e controle de contaminantes;
  • Controle do processo;
  • Práticas operacionais;
  • Capacitação de pessoal e definição de responsabilidades;
  • Comunicação com clientes e consumidores;
  • Rastreabilidade;
  • Distribuição;
  • Ciclo de aprendizagem;
  • Confiabilidade e preservação de informações;
  • Comprometimento dos altos níveis hierárquicos.

“Nenhum dos elementos de gestão é totalmente independente dos demais e o não atendimento de um deles é capaz de comprometer grandemente a capacidade de fornecimento de um produto na qualidade e inocuidade esperada”, complementam os especialistas.

Por isso, é fundamental manter as pesquisas atualizadas e revisar constantemente os processos. Assim, será possível identificar falhas com agilidade e tornar a gestão da qualidade mais eficaz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *