• Fispal Tecnologia is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Gestão

Gestor de energia ganha força

Impactos dos gastos com energia tem feito com que esse tipo de profissional apareça mais e tenha poder de decisão

Os gastos da indústria com energia podem representar mais de 40% dos custos de produção. Levantamento da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro mostra que esse custo em junho de 2017 era de R$ 487,14/ MWh.

Como cada vez mais esses custos estão adquirindo importância na composição final dos produtos, uma figura vem ganhando força dentro das empresas: o gestor de energia. Por esse profissional podem passar decisões que vão desde as ações para eficiência energética da planta até o desenho para a estratégia de formulação de contratos no mercado livre, modalidade em que os grandes consumidores de energia podem escolher como vão comprar o seu suprimento, de qual fonte e em qual prazo.



De acordo com Ângela Saraiva, diretora de Gestão de Clientes da Electra Energy, o interesse das empresas na gestão de energia vem crescendo nos últimos anos. Em empresas menores, com apenas uma planta, a opção é pela contratação de um gestor externo para fazer a gestão. Já nas maiores, com mais de uma unidade, também há contratação de terceiros, mas há o gestor específico, que é um funcionário da empresa que vai além da elaboração de ações de eficiência energética e dos gastos com energia, que é o responsável pelas escolhas de compra no mercado livre.

“Por que a gestão de energia para as empresas acaba não sendo só eficiência energética, máquinas e demanda. Acaba partindo para a parte de preço de mercado”, explica.

Manter a competitividade da empresa, as preocupações com o custo de energia e acompanhar o dia a dia na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica [autarquia que registra os contratos de energia do mercado livre] são outras atribuições desse gestor que Marcelo Ávila, Vice-Presidente da Comerc, enumera. Segundo ele, uma outra atividade do gestor que não deve ficar de fora é a participação na discussão regulatória, observando o que no setor elétrico impacta no negócio dele. “Saber o que é debatido em audiências e consultas públicas e o que as associações falam é importante. Essas funções são o que agregam para a empresa e para o profissional”, revela Ávila.

Mas para desempenhar uma tarefa tão relevante, a experiência desse profissional é de grande importância. Sem uma formação acadêmica específica – geralmente são egressos da economia, administração ou engenharia – seu tempo de trabalho na área vai ser fundamental, já que vai lidar com compra de energia no longo e curto prazo. A diretora da Electra Energy considera que um gestor deve ter uma atuação de pelo menos oito anos para indicar operações estruturadas. Já Marcelo Avila, da Comerc, frisa que a experiência na gestão dos negócios é crucial, para que ele possa formular as estratégias ideais.

Estudo apresentado em setembro de 2018 pela Federação das Indústrias de Santa Catarina mostrou que a tarifa média paga pela indústria brasileira é 127,3% superior à paga pelo setor nos Estados Unidos, 94,9% maior que a do Canadá e 9% acima da Alemanha. Ainda de acordo com o estudo, a média da tarifa industrial do país acumula uma alta de 85,8% entre 2008 a 2017, maior que a inflação registrada pelo índice IPCA, que ficou em 71,5%.

Ações de eficiência energética nas unidades, como a troca por máquinas que consomem menos energia e a adoção de lâmpadas de LED trazem impactos positivos nas contas, já que reduzem o consumo. Mas a gestão dos contratos de energia no mercado livre também traz impactos positivos. A diretora da Electra Energy dá como exemplo o caso de um cliente em que uma operação estruturada de compra de energia chegou a representar uma redução de 10% nos custos dele e economia de dezenas de milhões de reais em um ano.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *