Indústria 4.0

Indústria 4.0 cria novas profissões: veja quais são

Com o novo cenário de produção, surgiram as novas profissões da Indústria 4.0 no setor de alimentos e bebidas. A chamada quarta Revolução Industrial está transformando a maneira como produzimos e consumimos. Portanto, nada mais normal do que o surgimento da demanda por novos profissionais.

A digitalização de processos e o uso intensivo da tecnologia fará com que as capacidades e conhecimentos migrem.

Assim, atividades operacionais realizadas por pessoas serão cada vez mais raras. Em contrapartida, aumentará a necessidade de profissionais com conhecimentos voltados à essa nova realidade.

Continue com a leitura e conheça melhor as novas profissões da indústria 4.0 de alimentos e bebidas e suas exigências!

Novas profissões da indústria 4.0 de alimentos e bebidas

A Indústria 4.0 é pautada por tecnologias, como a Internet das Coisas (IoT) e o Big Data. Portanto, será comum ouvirmos nomes de cargos diretamente relacionados a essas abordagens.

“Com a Indústria 4.0, surgirão profissões relacionadas ao uso intensivo de tecnologia. Entre elas, podemos citar: especialista em drones, especialista em inteligência artificial, cientista de dados, projetista para tecnologias 3D (fabricação e prototipagem), especialista em segurança da informação, analista de IoT (pessoa que desenvolve aplicações relacionadas à Internet das Coisas) e em Big Data”, elenca o professor Osvaldo Maia, Gerente de Inovação e Tecnologia do Senai-SP.

De acordo com o professor, o setor de saúde, em particular, vai demandar muitos desses profissionais. Afinal, a população está envelhecendo e haverá uma necessidade grande de produtos e processos voltados para idosos que vão perdendo a mobilidade. Assim, a demanda por próteses, por exemplo, será muito maior.

Novas profissões demandam novos conhecimentos

O surgimento de novas profissões da indústria 4.0 de alimentos e bebidas implica no desenvolvimento de habilidades e conhecimentos.

“A tecnologia está virando commodity e ficando mais barata. Por isso, esse novo profissional vai viver em meio a uma velocidade de implantação alta“, explica o professor.

De acordo com ele, a Indústria 4.0 vai demandar um patamar tecnológico mais alto: “o profissional não vai mais parar de aprender, ele nunca sai da escola. A vida produtiva sempre será pautada em aprendizado constante“.

Um ponto interessante destacado pelo professor é que essas habilidades novas exigidas também irão muito além do conhecimento técnico – o que vai contra ao que muitos imaginam: “precisa ter capacidade de se relacionar, criatividade, trabalho em grupo, resiliência. Tão importante quanto conhecer a tecnologia, é saber como aplicá-la”.

O índice de demissões vai aumentar?

Quando o assunto é Indústria 4.0 e empregos, um tema sempre vem à tona: o aumento das demissões. Infelizmente, muitos ainda ficam assustados ao acreditarem que as novas profissões da indústria 4.0 de alimentos e bebidas acarretarão em uma demissão em massa.

Para Maia “essa mudança não vai causar demissão em massa, assim como não causou em outros momentos importantes da história. O que vai acontecer é que algumas funções dentro das profissões serão extintas e outras surgirão“.

Ele explica que as mudanças da Indústria 4.0 acontecem dentro de um ciclo e, provavelmente, levarão até 10 anos. Por isso, há uma curva de tempo de acomodação de funções para outras diferentes: “não podemos nos acomodar ou achar que aqui, no Brasil, nada vai mudar. A questão não deve ser analisada de um ponto de vista imediato, e sim, ao longo do tempo”.

Na indústria de alimentos e bebidas, especificamente, a tecnologia e a automação vão ajudar a resolver problemas iminentes. Afinal, a população está crescendo demais e tem se tornado inviável produzir para todos.

Com a Indústria 4.0, o processo se tornará mais rápido, mais produtivo e menos custoso. Por isso, essa é uma mudança importante e que terá o poder de beneficiar a todos.

As novas profissões da indústria de alimentos e bebidas são uma mudança sem volta. Agora, o próximo passo é investir em qualificação e não deixar de aprender! E a sua indústria, está pronta para esse novo cenário?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *