• Fispal Tecnologia is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Indústria 4.0, Inovação

Indústria 4.0: o que fazer para a minha indústria A&B chegar lá

A chamada Indústria 4.0 já é uma realidade em curso que une automação, robótica e tecnologias mais avançadas para transformar de forma abrangente toda a esfera da produção industrial. Embora sua aplicação ainda seja uma novidade no Brasil e boa parte do setor industrial ainda esteja em um momento de transição entre a indústria 2.0- caracterizada pelo uso da eletricidade e as linhas de montagem – e a 3.0 –  em que se utiliza a robótica, programação e a automação eletrônica -, muitos players estão curiosos sobre as vantagens desse novo conceito e como aplicá-lo dentro da realidade do seu negócio.

De acordo com José Rizzo Hahn, fundador e CEO da Polux, “para que a Indústria 4.0 finalmente se transforme em uma realidade no Brasil, é preciso adotar de forma gradual uma série de tecnologias emergentes de TI e automação industrial. No entanto, o ideal é que tanto o aprimoramento dos processos de produção, como a implementação da inovação no universo industrial, ocorra de forma simultânea, facilitando, assim, um posicionamento mais vantajoso e competitivo do setor, especialmente no mercado internacional.”

Além disso, ainda que o processo de implementação seja longo, a boa notícia é que não precisamos passar por todas as fases da modernização fabril vivenciadas nos países desenvolvidos nas últimas décadas para poder abraçar as tecnologias da Internet Industrial e da Indústria 4.0. É possível queimar etapas.

Diante disso, confira, a seguir, como identificar a situação real da sua empresa e o que fazer para transformar seu processo industrial de acordo com as diretrizes dessa nova metodologia.

Indústria 4.0: como chegar lá?

Para descobrir em qual nível sua indústria de alimentos e bebidas está em relação ao modelo 4.0 e como atingir o seu nível de modernização, vale a pena fazer para si próprio as seguintes questões:

Qual a minha capacidade de operação em tempo real?

Na Indústria 4.0, tanto a aquisição quanto o tratamento de dados são feitos de forma instantânea, permitindo aos gestores um processo de tomada de decisões mais ágil e efetivo.

Portanto, investir no uso de softwares de gestão que possibilitem esse tipo de tratamento aos dados para conferir mais agilidade à indústria é fundamental. Caso você ainda não tenha pensado nisso, comece a considerar a possibilidade.

Possuo sistemas de virtualização?

Outra característica desse novo formato é o uso de simulações e sistemas supervisórios,  que permitem tanto o monitoramento quanto a rastreabilidade remota de todo o processo de produção. Por meio de sensores espalhados pela fábrica, é possível identificar falhas e eventuais problemas que possam ocorrer, mesmo a distância.

Qual o grau de descentralização da minha indústria?

Na Indústria 4.0, a tomada de decisões é feita de forma descentralizada e de acordo com as necessidades em tempo real. Todo o maquinário recebe comandos e fornece informações sobre o seu ciclo de trabalho. Sua empresa conta com esse tipo de recurso?

Utilizo a orientação de serviços?

Essa nova forma de gerir também prioriza a utilização da arquitetura de softwares orientada para serviços aliados ao conceito de Internet of Services.

O uso de sistemas integrados para que os serviços sejam executados é um grande passo para as indústrias que desejam implementar um sistema 4.0. Sua indústria já conta com esse tipo de tecnologia?

Tenho modularidade?

Modularidade é considerada estratégica para diversos setores industriais, tanto na configuração produtiva
industrial quanto no desenvolvimento de produtos. Sua principal vantagem é o balanceamento da produção, já que
consegue evitar gargalos.

Para se ter ideia, em caso de duas máquinas produzindo o mesmo item: se uma delas é interrompida, o fluxo se adapta para não sobrecarregar a máquina que está funcionando. Isso significa que o roteiro produtivo pode ser feito de acordo com a disponibilidade do equipamento.

E aí, você já tem ideia do que fazer para iniciar a transição do seu negócio para a Indústria 4.0? Compartilhe a sua experiência nas redes sociais e continue acompanhando o nosso canal de conteúdo.  

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *