Fispal Tecnologia faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

industria plant based.jpg

Cresce busca por alimentos plant based

A indústria plant based é uma excelente oportunidade para diversificar a gama de produtos e atender a uma crescente demanda de consumo.

A indústria plant based está em alta e conta com um elevado potencial de consumo. Em tradução livre, plant based significa dieta a base de alimentos plantas e vegetais. Portanto, esse tipo de alimentação vai diretamente em encontro à tendência de busca por um estilo de vida mais natural e saudável.

E não se engane ao achar que a indústria plant based ainda está longe de ser uma realidade no Brasil. De acordo com relatório do Euromonitor, em 2015, o país vendeu US$ 27,5 bilhões em produtos saudáveis. Não é à toa que o Brasil já é o quinto maior mercado de alimentos saudáveis do mundo.

Agora, a demanda por produtos vegetais está aumentando e ganhando destaque. Portanto, ficar atento à esta forte tendência é fundamental para aumentar a força da marca.

Demanda por produtos de origem vegetal

A demanda por produtos de origem vegetal está crescendo paralelamente à busca por alimentos saudáveis. Para você ter uma ideia, cerca de 30% dos brasileiros decidiram reduzir o consumo de produtos com origem animal, preocupados com os impactos negativos à saúde, de acordo com pesquisa conduzida pela Snapcart em parceria com o GFI.

O crescimento da indústria plant based, no entanto, não representa uma ameaça à agropecuária. Ao contrário, esta é uma excelente oportunidade para que as empresas diversifiquem seus produtos e, com isso, atraiam uma gama maior de consumidores.

Ainda, as indústrias que estiverem dispostas a voltar os olhares para os alimentos plant based podem ganhar uma importante vantagem competitiva, além de desempenharem um papel importante de liderança na transformação do sistema de alimentos como um todo.

Para Marcos Leta, fundador da Fazenda Futuro, este é um mercado em crescimento e com diversas oportunidades. "Apontaria que a sustentabilidade é um dos principais fatores, pois as pessoas estão se tornando mais conscientes e, consequentemente, em busca de um caminho de equilíbrio. Entre eles, a redução no consumo de carne por vários motivos, como, por exemplo, saúde ou sustentabilidade".

Produtos com foco em saúde e bem-estar

O relatório Brasil Food Trends 2020 trouxe algumas características que os consumidores têm valorizado nos produtos, muitas delas relacionadas à saúde e bem-estar. Entre elas, estão:

  • Produtos com benefícios ao desempenho físico e mental;
  • Produtos para dietas específicas, restritivas ou com alergias alimentares;
  • Produtos com aditivos e ingredientes naturais;
  • Produtos vegetais (frutas, legumes, verduras, hortaliças, flores e plantas medicinais);
  • Produtos com propriedades cosméticas;
  • Produtos com selos de qualidade de sociedades médicas.

Além das tendências acima, 27% dos brasileiros dizem estar reduzindo o consumo de carne, segundo o Kantar Worldpanel.

Olhar com atenção para pesquisas do tipo pode trazer valiosos insights e oportunidades de negócio para quem deseja ingressar na indústria de plant based e alimentação saudável.

A indústria plant based na prática

Muitas empresas do setor de alimentos e bebidas já estão atentos à tendência de alimentos plant based e, inclusive, começam a obter resultados expressivos no segmento.

No Pão de Açúcar, por exemplo, o plant based já representa 30% da venda de hambúrgueres em apenas quatro meses desde o início de sua comercialização. No período, a participação desses produtos foi de 3% para 30%.

Os hambúrgueres são feitos com ingredientes à base de plantas e congelados. E, em razão do sucesso de vendas, a rede estuda criar em algumas lojas um espaço próprio para os alimentos plant based para que os consumidores tenham uma visão mais completa da oferta de produtos.

O Pão de Açúcar foi o primeiro entre as grandes redes varejistas a entrar na indústria plant based, oferecendo uma das primeiras marcas do tipo no país.

Agora, acompanhar a evolução do setor e pensar em abordagens mais saudáveis aos produtos é fundamental para marcas que desejam ganhar destaque no mercado e a preferência na mesa dos brasileiros.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar