Fispal Tecnologia faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

autoproducao-cogeracao-energia-fispal-tecnologia

Autoprodução e cogeração de energia: por que investir?

Diante dos altos custos do setor elétrico e da preocupação com o aquecimento global, as indústrias voltam-se cada vez mais para soluções alternativas de energia elétrica que proporcionem mais economia e qualidade, além de segurança no fornecimento contra o iminente risco de "apagão". Nesse cenário, a autoprodução de energia surge como a melhor solução para atender a necessidade da cadeia produtiva nacional.

“A indústria é um setor que funciona dia e noite. É natural que ela necessite de confiabilidade em relação ao seu fornecedor de energia elétrica”, ressalta Newton José Leme Duarte, presidente-executivo da Cogen (Associação da Indústria de Cogeração de Energia).

Considerada uma forma barata, simples e segura de se obter eletricidade, a cogeração nada mais é do que um processo que transforma e reutiliza a energia gerada por uma matriz para outras finalidades. Há vários tipos de cogeração de energia, como a produção simultânea de energia térmica e energia mecânica a partir de um único combustível, como o álcool, por exemplo (o vapor que é gerado durante a produção do combustível é reaproveitado para atender a outras utilidades) ou o tipo mais comum, que compreende a produção de energia elétrica e energia térmica a partir da biomassa ou do gás natural.

Independentemente da escolha feita pela indústria, a energia gerada por conta própria deve:

•  Possuir um custo menor do que a oferecida pelas concessionárias;

•  Vir de uma fonte sustentável, como painéis fotovoltaicos ou energia eólica, por exemplo;

•   Ser confiável;

•  Promover eficiência ao ser produzida e utilizada.

As vantagens da autoprodução de energia na indústria

Com a autoprodução de energia elétrica, é possível desfrutar de uma série de possibilidades dentro do setor de alimentos e bebidas. “Com uma molécula de gás metano, se produz vapor -  CO2 e nitrogênio. Um processo que tem eficiência de 90%  como um todo. Portanto, o custo para produzir energia elétrica e os gases de calor e frio utilizados na produção de bebidas, por exemplo, passa a ser muito menor”, explica o presidente da Cogen.

Esse tipo de produção também ajuda a tornar o negócio mais competitivo. A indústria produz com um custo menor e de um jeito mais confiável, pois ao autogerar a própria energia, ela se torna independente da concessionária de energia elétrica, em condições normais de operação. "Portanto, aumenta os índices de confiabilidade do seu processo produtivo, além de ter sempre o backup da concessionária quando necessário”, conclui.

Quer ficar por dentro e outras novidades do setor?  Não deixe de acompanhar o nosso canal de conteúdo e até a próxima.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar