Fispal Tecnologia faz parte da divisão divisionName da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Frutas regionais e saudabilidade abrem novos espaços para a indústria de suco

Frutas regionais e saudabilidade abrem novos espaços para a indústria de suco

A mudança no padrão alimentar do brasileiro tem provocado algumas importantes oportunidades à indústria de alimentos e bebidas. É o que tem ocorrido, por exemplo, com o setor de sucos, impulsionado nos últimos anos por tendências como a saudabilidade e a busca por produtos regionais.

Como reconhece Igor Castro, diretor técnico da Abir (Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas Não Alcoólicas), o setor já tem feito um importante movimento em torno das frutas regionais. E, se algumas questões burocráticas forem agilizadas, a tendência pode ganhar impacto ainda maior nos próximos anos.

Em outros países há uma larga escala de bebidas produzidas a partir de diferentes frutas, por isso é importante o Brasil

“A indústria tem procurado promover a introdução de novas frutas regionais na regulamentação para vendas de sucos. Isso é de grande interesse dos consumidores, dos produtores e da própria indústria”, garante o diretor da Abir.

Com a consolidação desse mercado, o trabalho do setor tem sido “legalizar” a utilização de novos produtos. Recentemente, como aponta Castro, o governo federal já começou a analisar propostas de inclusão de novas frutas. Um movimento que pode ter importante impacto em toda a indústria de alimentos e bebidas.

“Em outros países há uma larga escala de bebidas produzidas a partir de diferentes frutas. É importante que o Brasil também possa avançar nesse sentido”, argumenta o executivo. “Acreditamos que a produção de bebidas com frutas regionais será fortalecida se as propostas forem aprovadas.”

A saudabilidade, outra importante tendência do mercado mundial, também tem causado um importante impacto no setor. Em torno dessas oportunidades, as categorias de néctares e refrescos prontos para beber têm ampliado seu espaço nos últimos anos.

“Entre 2010 e 2014, elas cresceram até 15% ao ano, com retração apenas em 2015, principalmente devido à crise econômica. O próprio consumo per capita tem aumentado”, ilustra. “Houve um grande impulso nesses mercados entre 2010 e 2014. Pode haver estabilização ou novo crescimento, mas é sempre importante lembrar que a situação econômica tem impacto não só nessas categorias, como todas as outras e na indústria como um todo.”

O fato é que a indústria não deve estranhar a possibilidade de ter em breve em sua produção de sucos frutas regionais até o momento nunca produzidas como a gabiroba, tarumã-do-cerrado, grumixama, uvaia, jerivá e muitas outras provenientes do Cerrado e Mata Atlântica.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar